terça-feira, 21 de setembro de 2010

Tsunami republicano em formação

Com as eleições intercalares ai à porta, passarei a dar um cada vez maior destaque e atenção às várias sondagens que vão saindo sobre as inúmeras corridas que vão decorrendo um pouco por todo o lado nos Estados Unidos. Hoje, foi dia de um grande número de estudos de intenção de voto virem a público e quase todos trouxeram notícias muito preocupantes para as perspectivas democratas para o dia 2 de Novembro, no que diz respeito à batalha pelo Senado. Mas passemos, então, aos números propriamente ditos.
Nevada: Angle (R) 46%, Reid (D) 45% - Numa das disputas mais renhidas do ano, o líder da maioria do Senado mantém-se em empate técnico com a sua opositora democrata. Há algumas semanas, parecia que Harry Reid se ia distanciar de Angle, mas, nos últimos tempos, a candidata insurgente apoiada pelos Tea Party ganhou novo fôlego e já lidera a corrida, mesmo que dentro da margem de erro.
West Virginia: Raese (R) 46%, Manchin (D) 43% - Confirma-se o cenário que vinha a anunciar-se nos últimos tempos. Pode tratar-se de um mero outlier (a Rasmussen dava, há dias, uma vantagem confortável a Manchin a Joe Manchin), mas Obama e os democratas são extremamente impopulares neste estado e esse pode ser um factor importante. Além disso, neste caso, a popularidade de Joe Manchin enquanto governador da West Virginia pode jogar contra si, já que é possível que os eleitores considerem que Manchin servirá melhor os seus interesses continuando à frente do governo estadual do que em Washington, no Senado.
Pennsylvania: Toomey (R) 48%, Sestak (D) 40% - Esta corrida parece levar o mesmo destino da do Ohio, com a vantagem do candidato republicano a aumentar à medida que se aproxima o acto eleitoral. Tendo começado como toss-up, a luta por este lugar no Senado pode agora ser caracterizado como likely republican.
Wisconsin: Jonhson (R) 52%, Feingold (D) 41% - Segunda sondagem consecutiva a colocar o republicano Ron Jonhson com uma vantagem confortável face ao Senador Feingold. A confirmar-se este resultado, poderá morar no Wisconsin um dos grandes upsets da noite eleitoral de 2 de Novembro.
Depois da nomeação de Christine O'Donnell no Delaware, era convicção quase geral que os republicanos tinham, praticamente, hipotecado as suas hipóteses de retirar o controlo do Senado aos democratas. Contudo, o GOP aparece competitivo ou em vantagem em quase todos os battlegrounds, como se viu pelas sondagens de hoje. Vale a pena continuar a seguir estas eleições intercalares de 2010, elas estão ao rubro!

Sem comentários:

Publicar um comentário