terça-feira, 16 de outubro de 2012

Um momento decisivo

Realiza-se esta noite, na Hofstra University, em Nova Iorque, o segundo debate entre os candidatos à Presidência dos Estados Unidos. Moderado por Candy Crowley, da CNN, o embate promete ser, pelo menos, muito importante para a determinação desta louca corrida pela Casa Branca.
Se há cerca de duas semanas, Barack Obama parecia imparável rumo a um segundo mandato, agora, após a copiosa derrota que sofreu no primeiro debate televisivo, as coisas parecem estar muito mais complicadas para o actual ocupante da Sala Oval. Nas tracking polls tem surgido constantemente atrás do seu adversário (apesar de noutras sondagens nacionais continuar a surgir à frente de Romney) e mesmo nos battleground states, onde Obama parecia mais forte do que o seu opositor republicano, a corrida está agora too close to call.
Assim, o debate desta noite surge numa altura em que a disputa presidencial está mais renhida do que nunca, podendo mesmo dizer-se que Romney começa a levar alguma vantagem. Obama está, por isso, obrigado a mudar a actual narrativa da campanha e deverá apostar forte neste frente-a-frente para o fazer. Até porque o modelo do debate de logo à noite é-lhe mais favorável, dado que se trata de um formato em town-hall, onde Obama e Romney estarão rodeados de público, que colocará questões e interagirá com os candidatos à Presidência. Desta vez, e ao contrário do debate de Denver, Barack Obama não deverá ter uma prestação tão passiva nem adoptar uma postura tão cinzenta como a do embate anterior. Sabendo que esta é uma altura crucial da campanha, terá de ser mais agressivo e mais envolvido na discussão, de forma fazer recordar aos americanos o Obama que elegeram em 2008 e não o aborrecido Presidente que viram no Colorado, há duas semanas.
Mas, como é óbvio, Romney também terá uma palavra a dizer. Após a sua indiscutível vitória no primeiro debate, não terá, é certo, a mesma vantagem no jogo das expectativas, visto que os americanos e a comunicação social já não estarão à espera de uma vitória relativamente fácil de Obama. Contudo, o candidato republicano está já muito calejado em debates deste nível e tem-se saído sempre bem, especialmente nos momentos decisivos, como quando, na época de primárias, esmagou completamente Newt Gingrich, numa altura em que o antigo Speaker parecia uma ameaça à sua nomeação, ou, mais recentemente, no debate de Denver, onde bateu Obama e melhorou substancialmente as suas hipóteses para a eleição de 6 de Novembro.
São, então, muito altas as expectativas para o embate desta noite, em Nova Iorque. Com uma corrida tão equilibrada, uma vitória num debate pode muito bem ser o facto decisivo para a determinação do vencedor na noite de 6 de Novembro. Barack Obama e Mitt Romney, cientes da importância do momento, darão certamente o seu melhor, na ânsia de vencerem a corrida à Casa Branca. Do outro lado do ecrã, milhões de norte-americanos (mas não só) estarão muito atentos ao seu desempenho.

Sem comentários:

Publicar um comentário