quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

State of the union

Hoje, Barack Obama, dirige-se à nação americana, no famoso State of the Union. Neste discurso, solene e carregado de simbolismo, o Presidente dos Estados Unidos anuncia a sua agenda política, para o ano seguinte, às duas câmara legislativas que formam o Congresso norte-americano: a Câmara dos Representantes e o Senado.
Este será uma ocasião importante para Obama, que atravessa o momento mais negativo da sua presidência, após uma dura derrota Democrata no Massachusetts e com os seus números nas sondagens a continuarem a descer. Mas Obama já provou, especialmente durante a campanha, que é capaz de utilizar a oratória como uma poderosa arma política, até mesmo nos momentos mais complicados. Este facto ficou bem demonstrado quando, na altura do auge da polémica com o Reverendo Jeremiah Wright, proferiu um excepcional discurso sobre a Raça e a América, que fez com que conseguisse ultrapassar esse assunto que lhe estava a ser prejudicial.

Agora, Obama tentará fazer o mesmo e cativar o público americano com um discurso inspirador e motivador. Acredito que insistirá com o Congresso para que aprove a reforma do Serviço de Saúde, ao mesmo tempo que tentará agradar aos Republicanos com a sua proposta de redução do défice. No fundo, deverá ser um momento de união e não de discórdia, com Obama a querer mostrar-se como o Presidente de todos os americanos e a tentar regressar aos seus melhores dias. E, de facto, não há melhor ocasião para isso do que o state of the union.

Sem comentários:

Publicar um comentário