segunda-feira, 12 de março de 2012

Santorum vence no Kansas, mas...

O fim-de-semana que passou trouxe boas notícias para Rick Santorum que venceu folgadamente os caucuses do Kansas, com 51% dos votos, deixando a concorrência a larga distância e amealhando 33 dos 40 delegados em jogo. Romney, que assegurou o segundo posto com 21%, arrecadou os outros sete. Com mais este triunfo num Estado da América profunda, Santorum demonstra novamente que é  um forte candidato em votações em que o os eleitores rurais, conservadores e religiosos constituam uma grande parte do eleitorado.
Contudo, também Romney teve motivos para ficar satisfeito. Apesar de ter sido copiosamente derrotado no Kansas, a verdade é que compensou esse resultado menos positivo com vitórias nas convenções locais do Partido Republicano nos territórios do Guam e das Ilhas Marianas. Estes territórios, apesar de não terem direito a participarem na eleição geral, atribuem delegados nas primárias, tendo Mitt Romney arrecadado os nove delegados em disputa em cada um dos locais. Ainda assim, a escolha do vencedor não foi feita pelos cidadãos, mas pela própria liderança local do Partido Republicano. A juntar a estas vitórias, o ex-Governador do Massachusetts conseguiu ainda mais sete delegados nos caucuses das Ilhas Virgens, contra apenas um de Ron Paul. 
No fim de contas, Rick Santorum obteve uma retumbante e importante vitória no Kansas, tendo amealhado 33 delegados nesse Estado. Contudo, Mitt Romney praticamente anulou o significado do resultado do seu adversário, dado que nas diversas votações do fim-de-semana passado conseguiu reunir 32 delegados. Fica assim evidente a vantagem organizativa e financeira da campanha de Romney, que foi a única capaz de competir em locais distantes como Guam, as Ilhas Marianas e as Ilhas Virgens, que, apesar de quase passarem despercebidos no calendário das primárias, permitem amealhar alguns delegados que podem significar a diferença entre se conseguir ou não a nomeação presidencial. E Romney, de grão a grão, vai enchendo o papo.

Sem comentários:

Publicar um comentário