segunda-feira, 26 de março de 2012

Santorum continua a adiar o inevitável

Rick Santorum obteve, no Sábado, uma expressiva vitória na primária do Louisiana, conquistando o voto de quase metade dos eleitores daquele Estado do Sul dos Estados Unidos. Com 49% dos votos, Santorum amealhou ainda dez delegados, face aos 26,7% e aos 5 delegados conquistados por Romney. Abaixo da margem dos 25%, resultado mínimo para se receber delegados, ficaram Newt Gingrich (15,9%) e Ron Paul (2,3%).
Com este triunfo, Rick Santorum somou mais uma vitória num Estado sulista, território onde o eleitorado evangélico e socialmente muito conservador o vai preferindo em detrimento do presumível nomeado, Romney. Contudo, o resultado do passado Sábado em pouco ou nada alteram a dinâmica da corrida, que parece cada vez mais decidida em favor de Mitt Romney, que está já em velocidade de cruzeiro em direcção à nomeação. Para já, Santorum ainda o vai beliscando com estas vitórias, mas a  vantagem que Romney leva em termos de delegados é já praticamente inultrapassável, a não ser que aconteça um enorme golpe de teatro que faça grandes danos à campanha do antigo Governador do Massachusetts.
Também Newt Gingrich e Ron Paul se não mantendo na corrida, apesar de já se terem tornado totalmente irrelevantes na campanha eleitoral em curso. O caso de Gingrich é especialmente gritante, visto que o ex-Speaker já nem no Sul profundo é capaz de obter bons resultados, como se viu no Louisiana. Por sua vez, Ron Paul, vai aguentando a sua candidatura, como seria de esperar, mas até mesmo a sua estratégia de apostar forte nos caucuses se tem revelado um rotundo fracasso.
Agora, o establishment  republicano e, claro está, a campanha de Romney vão clamando pelo final da corrida, tentando forçar os restantes candidatos ao abandono, de forma a que o frontrunner possa desviar atenções das primárias, passando e concentrar-se na eleição geral contra Barack Obama. Porém, todos têm afirmado que vão aguentar até à Convenção Nacional do GOP, em Tampa, na esperança de um milagre (que não acontecerá). E a verdade é o próprio Mitt Romney tem uma grande responsabilidade nesta relutância de Santorum e Gingirch em abandonarem a corrida. A forma como Romney ganhou, com muitos ataques pessoais e vários anúncios negativos, criou nos seus adversários um grande ressentimento, tornando-os menos susceptíveis de desistirem em prol da união partidária. Por isso, teremos primárias (ainda que, se calhar, a meio gás), durante mais algum tempo.

Sem comentários:

Publicar um comentário