quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Terá Bush votado em Obama?

Surgiu, ontem, num blogue do jornal Financial Times, uma curiosa e surpreendente história que remonta ao pico da campanha presidencial de 2008, quando Barack Obama e John McCain disputavam a presidência americana. Segundo o autor do artigo, o então Presidente George W. Bush terá dito, numa reunião na Sala Oval com dignitários britânicos, que provavelmente nem iria votar em McCain e que teve de apoiar o candidato oficial do seu partido, mas que teria dado o seu endorsement a Obama se este lhe tivesse pedido para o fazer. 
George W. Bush já veio desmentir categoricamente tal história, que apelidou de ridícula. Porém, não é segredo nenhum que a relação entre W. e McCain nunca foi a melhor. Os problemas entre os dois vêm já desde que os dois disputaram a nomeação presidencial republicana, em 2000. Nessa altura, particularmente aquando das primárias da Carolina do Sul, o despique foi aceso, ultrapassando, frequentemente, a barreira do aceitável.
Depois disso, as relações entre o Presidente e o Senador do Arizona foram-se suavizando, com McCain a "engolir um sapo" e a apoiar Bush, na sua batalha pela reeleição, em 2004. Quatro anos depois, foi a vez de Bush retribuir o favor e apoiar publicamente o seu antigo adversário. Porém, John McCain, que pretendia distanciar-se o máximo possível do impopular presidente, não se fez nunca acompanhar de Bush durante a sua falhada campanha presidencial.
Agora, no seu livro Decision Points, George W. Bush não foi brando com McCain. Em primeiro lugar, questionou o seu afastamento do trilho da campanha, dizendo que podia ter auxiliado o candidato republicano junto de alguns grupos do eleitorado. Depois, foi ainda mais longe ao criticar o comportamento de McCain após o despoletar da crise financeira no apogeu da campanha. Ao recordar o encontro na Sala Oval com os candidatos dos dois partidos sobre a grave situação do país, realizada após exigência do republicano, Bush afirmou ter ficado espantado pela falta de preparação e de ideias de McCain, enquanto Obama, pelo contrário, parecia em cima dos acontecimentos e presidencial.
Contudo, não quero com isto dizer que Bush tenha mesmo votado em Obama. Mesmo que estas declarações que são relatadas na história sejam verdadeiras, o mais provável é que o anterior ocupante da Casa Branca estivesse apenas a fazer trash talk e a tentar impressionar os seus convivas, entre eles Gordon Brown. Mas esta não deixa de ser mais uma engraçada curiosidade/rumor sobre a mais dissecada e esmiuçada campanha eleitoral de todos os tempos.

Sem comentários:

Publicar um comentário