quinta-feira, 3 de junho de 2010

Blago volta a atacar

O democrata Rod Blagojevich foi Governador do Illinois de 2003 a 2009 e, apesar ser um dos governadores menos populares dos Estados Unidos, aspirava a grandes feitos e chegou mesmo a pensar numa candidatura presidencial. Contudo, em 2008, caiu definitivamente em desgraça, após ser indiciado por vários crimes de fraude e corrupção.

O caso mais mediático remonta a 2008, após a vitória de Barack Obama nas presidenciais, o que fez com que o lugar do antigo senador ficasse livre. Como cabe ao governador do Estado em questão nomear o seu substituto, Blago, como é conhecido, terá tentado "vender" essa nomeação a Vallerie Jarret, uma das pessoas mais próximas de Obama, em troca de um cargo no Cabinet de Obama, mais precisamente, o de Secretary of Health and Human Services.

Agora, quando se aproxima o julgamento, Blago não se fez rogado e intimou algumas das maiores figuras do Partido Democrata que podem, assim, ser chamadas a testemunhar neste processo que promete ser atentamente seguido pelos media americanos. Entre essa lista de políticos de nomeada notificados a depor pelo antigo governador do Illinois, encontram-se Rahm Emanuel, o Chief of Staff de Obama, a própria Vallerie Jarret, Harry Reid, o líder democrata no Senado, e o senador pelo Illinois, Dick Durbin.

Blagojevich, ao implicar tantas e tão grandes figuras do Partido Democrata neste processo, prestará um péssimo serviço à sua antiga família política. A última coisa de que Obama e os democratas necessitam, numa altura em que se vêem envolvidos em tantas frentes de batalha, é de verem os nomes de alguns dos seus principais líderes envolvidos numa questão deste género, que mais não fará que relembrar aos americanos as dirty politics de Washington, ou, neste caso, de Chicago.

Sem comentários:

Publicar um comentário