sexta-feira, 6 de maio de 2011

Boas e más notícias

Como era esperado, os números de Barack Obama nas sondagens subiram consideravelmente desde que o Presidente dos Estados Unidos anunciou a morte de Osama Bin Laden. Contudo, apesar de estar actualmente a obter os melhores resultados nas suas taxas de aprovação dos últimos meses, a verdade é que a opinião dos americanos relativamente ao modo como Obama lida com a economia mantém-se inalterada e em terreno negativo. Acontece que apesar de toda a excitação e emoção em torno da eliminação do líder da Al-Qaeda, o inimigo número um da América, será sempre a situação económica do país a ditar as principais leis quando estiver em jogo a reeleição de Obama, em 2012. 
Assim sendo, o jobs report do mês, divulgado hoje, traz notícias agridoces para a actual Administração. Por um lado, há as más notícias, dado que, pela primeira vez nos últimos cinco meses, a taxa de desemprego subiu, passando de 8,8% para 9%. Mas, por outro lado, também há motivos para sorrir, tendo em conta que foram criados 244 mil novos empregos durante o mês passado, o valor mais elevado dos últimos cinco anos. Nos próximos dias, será interessante perceber se estes números terão alguma influência nas sondagens e se o bump de Obama veio para ficar ou se, pelo contrário, o efeito Bin Laden se desvanecerá depressa, à medida que as maiores preocupações dos norte-americanos - a economia, ainda e sempre - voltam à ordem do dia.

Sem comentários:

Publicar um comentário