sexta-feira, 31 de agosto de 2012

O poster de que Ryan falava


Um dos pontos altos do discurso de Paul Ryan na Convenção Nacional Republicana, foi quando falou de de um qualquer jovem americano, na casa dos 20 anos de idade, que se via obrigado a voltar a casa dos pais, após a faculdade, por não conseguir arranjar emprego. Nessa visão de Ryan, o jovem desapontado com o país, olhava para um envelhecido poster de Barack Obama. A mensagem era simples: o Presidente dos Estados Unidos, depois de se candidatar à Presidência com base nas ideias de esperança e mudança, não cumpriu as suas promessas e desapontou aqueles que nele acreditaram.
Sem perder tempo, o Super PAC de Karl Rove, a Crossroads Generation, lançou logo, no dia seguinte, este bem conseguido anúncio televisivo que retratava, na íntegra, a situação retratada no discurso do candidato vice-presidencial republicano. Apesar de ser um sucesso, o anúncio de Rove, lançado cerca de 16 horas apenas depois do discurso de Ryan, demonstra inequivocamente que existe uma estreita ligação entre as campanhas e os Super PACS que os apoiam, o que vai contra as regas destas super estruturas que devem apoiar os candidatos políticos, mas sem que tenham contacto directo com as suas campanhas. Contudo, não haja dúvidas: ambos os lados são prevaricadores.

Sem comentários:

Publicar um comentário