quinta-feira, 28 de março de 2013

Palin prepara-se para 2014

Há pouco tempo, falei no ocaso político de Sarah Palin que, de estrela fulgurante do Partido Republicano em 2008, passou a uma figura política marginal desde que optou por não concorrer à Casa Branca nas últimas eleições. Porém, a ex-Governadora do Alaska parece querer contrariar os obituários (políticos) que lhe vão fazendo e está a preparar-se para ser uma força a ter em conta para as eleições intercalares do próximo ano.
Ontem, o Super PAC de Palin lançou um vídeo onde relembra alguma das vitórias de candidatos republicanos apoiados por si, como Ted Cruz, o senador texano que tem feito furor nos últimos tempos e é visto como uma estrela em ascensão pela ala mais conservadora do GOP. Com este anúncio, a candidata vice-presidencial de John McCain em 2008, começa a marcar terreno para poder vir a ter uma palavra a dizer no próximo ciclo eleitoral, especialmente nas primárias republicanas, onde o eleitorado mais conservador (tendencialmente mais favorável a Sarah) tem maior influencia. 
A presença destacada de figuras proeminentes da ala mais conservadora do Partido Republicano pode, contudo, não ser uma boa notícia para as chances eleitorais do GOP, porque, como se tem visto nas últimas eleições, isso leva, frequentemente, à escolha de candidatos muito afastados do centro político norte-americano com resultados devastadores nas urnas para os republicanos. Ainda assim, é sempre interessante assistirmos ao regresso à arena política de uma das mais interessantes e polémicas personalidades norte-americanas dos últimos anos. Pode ser que, afinal, as notícias da morte (política) de Sarah Palin se venham a revelar ser manifestamente exageradas.

Sem comentários:

Publicar um comentário