terça-feira, 19 de março de 2013

O casamento homossexual na ordem do dia

Nos últimos anos, temos assistido a uma lenta mas progressiva liberalização da sociedade norte-americana no que diz respeito aos costumes. A legalização do aborto, estabelecida pela histórica decisão do Supremo Tribunal no caso Roe vs Wade é hoje praticamente incontestada e poucos são já os políticos, mesmo entre o Partido Republicano, que fazem da proibição da interrupção voluntária da gravidez um dos destaques da sua plataforma política. 
Contudo, a liberalização dos norte-americanos é particularmente evidente num outro assunto fracturante: o casamento entre pessoas do mesmo sexo. Outrora um direito defendido por apenas uma minoria, hoje o casamento homossexual conta já com o apoio da maioria dos cidadãos dos Estados Unidos. Uma sondagem da ABC News e do Washington Post mostrou que 58% dos americanos é a favor do casamento entre duas pessoas do mesmo sexo, um aumento brutal em relação aos números de 2004, quando apenas 32% dos inquiridos se dizia favorável ao casamento gay.
Como não podia deixar de ser, esta mudança de atitude e de mentalidade entre o povo tem repercussões na classe política. Em 2012, foi marcante a mudança de opinião de Barack Obama que veio a público declarar o seu apoio à união homossexual. Entretanto, vários políticos demonstraram-se também a favor, com destaque para o senador republicano Rob Portman, outrora um opositor do casamento entre duas pessoas do mesmo sexo, que anunciou publicamente a sua mudança de opinião (era contra o casamento entre duas pessoas do mesmo sexo). No lado democrata, precisamente durante o dia de ontem, Hillary Clinton também veio declarar o seu apoio ao casamento homossexual, atitude que pode muito bem ter as eleições presidenciais de 2016 como pano de fundo.
Por outro lado, a justiça norte-americana pode também ter, nos próximos tempos, um papel importante a desempenhar na temática. Aguarda-se, a qualquer momento, a decisão do Supremo Tribunal dos Estados Unidos relativamente à proibição do gay marriage no Estado da Califórnia, sendo que o desfecho mais provável é a declaração da inconstitucionalidade da legislação estadual pelo mais alto órgão judicial do país.
Como se pode ver, o casamento homossexual está, nos dias que correm, na ordem do dia na agenda mediática e política dos Estados Unidos. Todavia, a manter-se a actual tendência liberal ao nível dos costumes na sociedade norte-americana, é bem provável que este tema se torne cada vez menos polémico e fracturante.

Sem comentários:

Publicar um comentário