terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

Santorum e Romney lado a lado

Depois de um pequeno intervalo no calendário das primárias presidenciais, as decisões regressam já de hoje a oito dias, quando o Michigan e o Arizona realizam as suas primárias e que parecem estar a revestir-se de uma grande importância para o desfecho da disputa pela nomeação presidencial do Partido Republicano.
Começando pelo Sudoeste, o Arizona era considerado, até há pouco tempo atrás, terreno seguro para Mitt Romney, devido, principalmente, à forte comunidade mórmon presente nesse Estado. E, de facto, as sondagens pareciam confirmar o favoritismo do antigo Governador do Massachusetts. Contudo, um estudo divulgado ontem, da responsabilidade da Public Policy Polling (PPP), mostrou Romney com apenas três pontos percentuais de vantagem sobre Rick Santorum (39%-36%). Para já, apenas esta sondagem coloca os dois candidatos tão perto um do outro, pelo que o equilíbrio desta corrida carece de confirmação. Ainda assim, Romney tem motivos para se preocupar com o que se passa no "Faroeste" dos Estados Unidos.
Mas o principal problema de Mitt Romney localiza-se no Midwest, mais precisamente no Michigan, o seu Estado onde nasceu e onde o seu pai foi Governador nos anos 60. Durante a semana passada, as sondagens mostraram uma vantagem clara de Santorum, mas mais recentemente a corrida tende a equilibrar-se. Segundo a PPP, Santorum lidera com 37%, face aos 33% de Romney, estando esta diferença dentro da margem de erro apontada pela sondagem. Já a We Wask America encontrou um empate entre os dois candidatos a 29%. 
Tendo em contas os números apresentados, parece seguro afirmar que, durante a próxima semana, a campanha eleitoral estará ao rubro, com ambas a apostarem tudo por tudo para vencerem. Para Romney, uma derrota em qualquer um dos Estados será um duro golpe para a sua candidatura presidencial, que parece cada vez mais fragilizada. Mas uma derrota tanto no Michigan como no Arizona representaria uma verdadeira catástrofe para si e é difícil de dizer qual seria a reacção do establishment do GOP. O mais provável é que se instalasse o pânico e que se redobrassem os esforços por encontrar uma alternativa fora do actual leque de candidatos.
Contudo, Mitt Romney tem muito dinheiro para gastar e, como se viu na Florida, é capaz de atacar sem quartel os seus adversários através de anúncios televisivos. Além disso, Santorum começa agora a ser mais escrutinado pela imprensa e as suas ideias sobre questões sociais estão a levantar maior polémica e a desviá-lo da sua mensagem. Mas é incerto se isso chegará para que Romney saia vencedor na próxima Terça-feira. O melhor é mesmo esperar para ver.

Sem comentários:

Publicar um comentário