quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Romney não se preocupa com os pobres

Não foi exactamente isso que disse o grande favorito a conseguir a nomeação republicana, mas será certamente assim que a história circulará nos próximos dias. Ontem, numa entrevista à CNN, Mitt Romney afirmou que a sua principal preocupação é a classe média, não tendo de se preocupar nem com os ricos, que estão a ir bem, nem com os muito pobres, porque existe uma rede de segurança. 
Dentro do contexto, o sentido geral é perceptível, mas estamos a falar de uma campanha presidencial, onde erros deste tipo são facilmente utilizados pelos adversários. O caso de Romney é ainda mais grave porque vem encaixar numa narrativa pré-existente, segundo a qual o antigo Governador do Massachusetts está desligado da realidade do cidadão norte-americano comum, e surge depois de gaffes como a aposta de 10 mil dólares, dizer que gosta de despedir pessoas ou descrever-se como desempregado.
Este novo lapso verbal surge numa altura em que Romney estava em sentido ascendente, após uma robusta vitória na primária da Florida e a última coisa que precisava era de um incidente deste género a "roubar-lhe" o seu ciclo de notícias positivas. Nos próximos dias, veremos qual a influência que terá na corrida.

Sem comentários:

Publicar um comentário