terça-feira, 27 de setembro de 2011

A guerra dos anúncios já começou

Já é sabido que as eleições primárias são discutidas nas alas ideológicas dos partidos, à Esquerda no caso democrata e à Direita no caso republicano, enquanto que a eleição geral é discutida ao centro, na disputa pelo eleitorado independente e mais moderado. Dessa forma, é frequente que nas primárias os candidatos assumam posições mais próximas das das bases do seu partido, fazendo, depois de nomeados, uma viragem ao centro no seu discurso. 
Contudo, não raras vezes, as posições mais extremistas, declaradas durante as primárias, voltam para assombrar os candidatos durante as eleições gerais, em alguns casos com consequências danosas para as chances de eleição dos políticos em questão. Assim, os debates entre os concorrentes à nomeação por um dos partidos são uma das principais fontes de material para o partido adversário, já que é natural que esses momentos, geralmente importantes para atrair os eleitores mais militantes do partido em causa, sejam férteis em declarações polémicas ou distantes daquilo a que o eleitor comum estará habituado a ouvir.
O Democratic National Committee (DNC) não perdeu tempo e, apesar de ainda estarmos muito longe da eleição presidencial do próximo ano, já começou a atacar os candidatos republicanos à Casa Branca, utilizando, para isso, imagens dos debates entre eles. No vídeo, vemos atitudes de gosto duvidoso por parte da audiência dos debates, normalmente constituída por die hard conservatives, seja a aplaudir o número recorde de execuções da pena de morte no Texas, ou a apupar um membro das Forças Armadas homossexual, sem que, como salienta o anúncio do DNC, nenhum dos candidatos se insurja contra a reacção do público.
Parece-me que esta é uma estratégia acertada por parte dos democratas, que, face à impopularidade de Barack Obama e à situação económica do país, têm na táctica de "pintar" os republicanos como radicais a sua melhor hipóteses de manter a Casa Branca. Nesse sentido, anúncios como este, em que os candidatos republicanos não saem nada favorecidos, podem ser bastante benéficos para a obtenção desse objectivo.

Sem comentários:

Publicar um comentário