terça-feira, 14 de dezembro de 2010

2012 começa a aquecer

A pouco mais de um ano do início das eleições primárias que irão decidir quem será o nomeado republicano para disputar a eleição presidencial com Barack Obama, ainda ninguém anunciou oficialmente a sua candidatura. Contudo,  é já certo e sabido que nomes como Mitt Romney, Tim Pawlenty, ou John Thune irão ser candidatos. Mas, apesar de os lançamentos oficiais das suas candidaturas só deverem surgir lá para o fim do Inverno, parece que a corrida pela nomeação do GOP já teve início.
Com a discussão do acordo entre Barack Obama e os republicanos do Senado sobre os cortes fiscais no centro das atenções, os candidatos a candidatos fazem questão de marcar a sua posição. E uma das posições mais surpreendentes foi a assumida por Mitt Romney, que veio a publico criticar e opor-se a este acordo entre os dois lados (bipartidário até nas críticas provenientes dos dois partidos). Romney, antigo Governador do  liberal Massachusetts e, em tempos, visto como um moderado, parece estar a preparar terreno para as primárias, ao colocar-se bem à Direita, de forma a, quem sabe, defender-se da eventual entrada de Sarah Palin (que também condenou este acordo) na luta pela nomeação. 
Por sua vez, John Thune, Senador do Dakota do Norte e apoiante do tax cut deal, aproveitou o seu assento no Senado para daí criticar, implicitamente, a posição de Mitt Romney relativamente a esta questão, lembrando que aqueles que se opõem a este acordo, então são favoráveis a um aumento de impostos. Com esta táctica, Thune tenta colocar Romney (e Palin) numa posição desconfortável face ao eleitorado conservador, sempre avesso a subidas de impostos. 
Estas escaramuças iniciais podem servir para dar alguns sneak peaks daquilo que será a contenda pela nomeação republicana. Pode parecer que ainda estamos muito longe de 2012, mas a verdade é que as hostilidades podem ser abertas a qualquer momento. Veja-se, por exemplo, que foi hoje marcado para 7 de Junho o primeiro debate das primárias republicanas. Não falta assim tanto tempo quanto isso.

Sem comentários:

Publicar um comentário