segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Barómetro 2012 - Update

Barack Obama Depois de os índices de aprovação do seu trabalho terem atingido mínimos históricos, Obama tentou responder com uma visita ao Midwest americano. Contudo, as suas férias em Martha's Vineyard valeram-lhe uma chuva de críticas por parte da oposição.
Mitt Romney Saiu-se bem no último debate televisivo e, pelo menos para já, sobreviveu ao buzz mediático que rodeou a entrada de Rick Perry na corrida. Os seus números no New Hampshire continuam ultra-sólidos.
Newt Gingrich A sangria no seu staff afinal ainda não terminou. Mal no debate e péssimo na Straw Poll, Newt é já um dead man walking, no que diz respeito às suas hipóteses na campanha eleitoral.
Sarah Palin O estatuto que adquiriu permite-lhe continuar nesta lista, mesmo sem se decidir publicamente quanto aos seus planos para 2012. Tem-se comportado de forma a manter a porta aberta relativamente a uma eventual candidatura e até Karl Rove acha que ela irá entrar na corrida. Contudo, pode apenas não passar de uma táctica para manter o seu nome nas bocas do mundo.
Tim Pawlenty Depois de um decepcionante terceiro lugar na Ames Straw Poll viu-se forçado a desistir da sua candidatura. Assim sendo, desaparece do barómetro.
John Huntsman Continua a mostrar-se como a voz mais moderada entre os candidatos republicanos. Deu o seu aval ao acordo sobre a dívida norte-americana e afirmou acreditar nos cientistas relativamente ao aquecimento global. Esse discurso poderia ser muito útil na eleição geral, mas, numas primárias republicanas desequilibradas para a Direita, Huntsman parece como um peixe fora de água.
Rick Santorum Ficou em 4º lugar na Sraw Poll, o que não sendo mau não  permite aumentar as esperanças de um bom resultado em 2012. De resto, continua ao ataque e a manter-se fiel às credenciais conservadoras.
Rick Perry O Governador do Texas entrou oficialmente na corrida e logo se colocou entre os principais favoritos à vitória. Será uma força a ter em conta durante as primárias republicanas, mas comentários como aquele em que desacreditou o aquecimento global podem ter consequências negativas numa eventual eleição geral.
Michelle Bachmann A vitória na Straw Poll confirmou-a como a grande favorita a ganhar no Iowa. Continua a afirmar-se como a heroína dos movimentos Tea Party, o que lhe poderá valer uma posição de força no seio do GOP, mas que não será suficiente para alcançar a nomeação.
Ron Paul Ficou muito perto de vencer em Ames, o que demonstra mais uma vez a extraordinária capacidade de organização e mobilização dos seus apoiantes. A continuar assim, o patriarca da família Paul pode dar mais que falar em 2012 do que em 2008,
Herman Cain Alguém tem dado por ele?

Sem comentários:

Publicar um comentário