quarta-feira, 27 de julho de 2011

Barómetro 2012 - Update

Barack Obama Depois do bump nas sondagens na sequência da morte de Bin Laden, os números do Presidente nas sondagens voltaram ao habitual, estando situados nos high fortys. Veremos como se sai desta crise sobre o tecto da dívida, pois poderá ter forte impacto nas suas hipóteses de reeleição.
Mitt Romney Continua forte no New Hampshire, conseguindo mesmo "roubar" um staffer local a Tim Pawlenty. Os rumores sobre os seus possíveis running mates ajudam a construir a narrativa do vencedor antecipado. Contudo, sabemos como essa estratégia resultou com Hillary Clinton.
Newt Gingrich Tem passado despercebido durante as últimas semanas, o que, depois das catástrofes anteriores, só pode ser positivo.
Sarah Palin Mantém-se a incógnita relativamente à sua entrada ou não na corrida. O documentário que recentemente estreou sobre a antiga Governadora do Alasca, atraiu fiel mas pequena legião de seguidores.
Tim Pawlenty Continua sem se impor entre o campo de candidatos presidenciais republicanos.Já se apercebeu da ameaça que Michelle Bachmann representa para a sua candidatura e concentra-se, agora, em atacar a sua adversária.
John Huntsman A sua entrada na corrida provocou um considerável buzz mediático. Contudo, parece que esse fenómeno se verificou mais no seio da própria comunicação social do que propriamente entre os eleitores republicanos, já que nas sondagens o ex-Embaixador na China surge repetidamente nos últimos lugares.
Rick Santorum O antigo Senador pela Pennsylvania aposta tudo no Iowa e, por isso, também está preocupado com a popularidade de Bachmann. Seja como for, as suas hipóteses são, no máximo, diminutas.
Rick Perry O Governador do Texas, que substitui Chris Christe (que se tem mostrado irredutível na sua decisão de não concorrer) neste barómetro, tem estudado uma possível candidatura à Casa Branca e passou imediatamente para os primeiros lugares nas sondagens. Pode abanar - e muito - a corrida.
Michelle Bachmann As histórias sobre as suas enxaquecas e como essa condição pode afectar a sua disponibilidade para o cargo de Presidente dos EUA contrariaram, ainda que ligeiramente, o momentum que vinha a conseguir depois da sua prestação no último debate.
Ron Paul Anunciou que em 2012 não concorrerá novamente ao Congresso. Assim sendo, esta candidatura presidencial deverá ser a última campanha política do texano e representará a passagem de testemunho para o seu filho Rand, actual Senador pelo Kentucky.
Herman Cain Tem perdido fulgor e não parece capaz de ganhar novo ânimo, de forma a aproximar-se do grupo dos principais favoritos.

Sem comentários:

Publicar um comentário